Portes de correio Grátis. Pedidos de Valor Superior a 55 Euros. Para Portugal. 0 Ver Cesto
de Compras
Finalizar
Encomenda
Calcular
Portes

Pele oleosa ou gorda ou seborreica.

Cuidados a ter no tratamento da pele oleosa ou gorda.

Quando as glândulas sebáceas são produtivas em excesso, há um aumento da fase lipídica na película hidrolipídica, pelo que temos as peles gordas ou oleosas ou seborreicas.

Um método simples de confirmar se estamos em presença de uma pele gorda é de, após uma limpeza suave, colocar uma folha de papel de mortalha para cigarros e observar, alguns minutos depois, se o papel aparece com mancha translúcida, o que provará a existência de um teor de matérias gordas elevado.

Este tipo de pele caracteriza-se por:

  • As peles gordas ou seborreicas, muitas vezes apresentam, manchas, pontos negros, comedões abertos, poros excessivamente abertos e brilho oleoso devido ao excesso de sebo. Por vezes, as peles gordas mostram zonas desidratadas provocadas pelo uso excessivo de produtos com acção detergente.
  • A pele gorda toma o nome de pele acneica quando esta apresenta elevado número de pápulas, pústulas, comedões, nódulos, etc., derivados da produção exagerada de sebo com entupimento do canal do folículo piloso por hipercornificação e desenvolvimento de microrganismos anaeróbios, caso do Propionibacterium acnes. Esta inflamação, conhecida por acne, aparece particularmente nos adolescentes e adultos jovens, sendo o local preferível do seu aparecimento a face, embora possa também surgir nas costas e peito.

O aparecimento de pele gorda acneica pode estar relacionado com problemas hormonais, como os verificados na puberdade, nos ciclos menstruais, no uso de corticosteróides, de contraceptivos em que o gestogénio tenha elevada acção androgénica ou na gravidez. Frequentemente, nos jovens, as peles gordas apresentam a acne juvenil polimorfa.

Na pele gorda distinguem-se duas formas de seborreia:

  • Seborreia fluente, quando o sebo escorre pela superfície da epiderme. O exame visual mostra uma pele de tez lívida, de aspecto luzidio, de "grão" irregular, com poros foliculares dilatados e presença de comedões. A palpação é oleosa e espessa.
  • Seborreia não fluente, quando o sebo se acumula no canal excretor obstruído por uma hiperqueratinização. O exame visual mostra uma pele de tez lívida, de "grão" irregular, presença de comedões e de microquistos. A palpação é rugosa e espessa, pois é bastante queratinizada. A falta da secreção sebácea origina na epiderme zonas desidratadas.

Cuidados a ter no tratamento da pele oleosa ou gorda:

  1. Eliminar o excesso de sebo sem irritar a glândula sebácea, pelo que devem ser evitados os sabonetes muito alcalinos e os champôs com detergentes agressivos.
  2. Corrigir a dilatação anormal do óstio folicular com loções, sem álcool, contendo extractos vegetais de acção adstringente, isto é, com taninos.
  3. Normalizar a secreção sebácea utilizando emulsões que restabeleçam o equilíbrio entre os ácidos gordos saturados e os ácidos gordos insaturados.
  4. Equilibrar a flora microbiana cutânea com o uso de extractos de plantas com acção anti-séptica.
  5. Inibir a progressão da seborreia e a formação de comedões escolhendo, por exemplo, extractos de plantas contendo constituintes absorventes, anti-inflamatórios e reparadores.
  6. Não usar maquilhagens espessas que obstruam os orifícios pilo-sebáceos e favoreçam a formação de comedões.
  7. Evitar as exposições prolongadas ao sol, pois, embora pareça melhorar inicialmente, acaba por agravar.

Os produtos naturais à base de aloe vera, tem acção anti-inflamatória, anti-séptica e cicatrizante que ajudam as peles com acne.

O Aloe Vera possui uma acção anti-inflamatória, cicatrizante e anti-séptica e pode ser utilizado na pele e mucosas. As caracteristicas do aloe vera fazem com que a pele que sofre de acne, não fique tão marcada por cicatrizes e mantém a pele limpa e sem inflamação.