Produtos Naturais / Suplementos Naturais

Portes de correio Grátis. Pedidos de Valor Superior a 30 Euros. Para Portugal.
Envio Gratuito. Para los pedidos superiores a 50 Euros. Para España.
Oferta de 5% na próxima encomenda. Recebe o cupão via email, após pagamento.
21 8223546 96 0489987
Use o cupão BlackFriday DESCONTOS ESPECIAIS: Black Friday! Desconto de 10% em todas as marcas!!! Até dia 23 de Novembro!

5-HTP, alternativa natural contra a depressão

5-HTP mostrou-se particularmente eficaz no tratamento do desejo de carboidratos e dos excessos de comida, das cefaleias crónicas, da depressão, da fibromialgia, da ansiedade e dos ataques de pânico

DESCRIÇÃO

5-HTP é o acrónimo de 5-hidroxitriptofano (ou 5-hidroxi-L-triptofano). Trata-se de um composto que se encontra fundamentalmente no cérebro.
O 5-HTP forma-se a partir do triptofano, um aminoácido natural presente na dieta. O triptofano é um aminóacido essencial, o que significa que não pode ser fabricado pelo organismo e que deve obter-se a partir dos alimentos, especialmente das proteínas. No fígado e no cérebro, o 5-HTP transforma-se num neurotransmissor muito importante denominado serotonina. Os neurotransmissores são mensageiros químicos que transmitem sinais entre os neurónios no cérebro.

A ingestão do 5-HTP aumenta a provisão corporal desta substância, o que dá lugar a níveis aumentados de serotonina no cérebro. A serotonina, também denominada 5-hidroxitriptamina ou 5-HT, desempenha um papel muito importante no controlo do comportamento e do humor. Influi em muitas actividades cerebrais normais e também actua como um grande regulador da actividade de outros neurotransmissores. Os níveis adequados de serotonina dão lugar a uma sensação de relaxação, calma e leve euforia (felicidade extrema). Pelo contrário, os níveis reduzidos de serotonina, situação conhecida por síndroma de deficiência de serotonina, dão lugar a depressão, ansiedade, irritabilidade, insónia e muitos outros problemas.

As perturbações que se associam a níveis baixos de serotonina são:

  • Ansiedade
  • Perturbação de hiperactividade e défice de ,atenção.
  • Bulimia
  • Depressão
  • Epilepsia
  • Fibromialgia
  • Cefaleia
  • Insónia
  • Perturbações ,obsessivo-compulsiva
  • Ataques de ,pânico
  • Sindrome pré-menstrual
  • Esquizofrenia ,
  • Perturbação ,afectiva sazonal

O 5-HTP tem outros efeitos sobre o organismo. É um antioxidante que protege o organismo da lesão dos radicais livres (moléculas tóxicas e instáveis). Esta função faz com que o 5-HTP trave o processo de envelhecimento, e proteja o organismo da doença. A serotonina utiliza-se para fabricar melatonina, pelo que ingerir 5-HTP pode ajudar a conseguir os mesmos benefícios que tomar melatonina, como o tratamento do jet lag, a depressão e a insónia. Há alguma certeza de que o 5-HTP permite aumentar a produção de moléculas que aliviam a dor e que se denominam endorfinas. Alguns estudos demonstraram que os níveis diminuídos de endorfinas se associam com a síndroma de fadiga crónica, a fibromialgia, o stress e a depressão. Além disso, o 5-HTP afecta outros neurotransmissores, como a noradrenalina e a dopamina.

UTILIZAÇÃO GERAL

O 5-HTP mostrou-se particularmente eficaz no tratamento do desejo de carboidratos e dos excessos de comida, das cefaleias crónicas, da depressão, da fibromialgia, da ansiedade e dos ataques de pânico.

A maior parte da investigação clínica sobre o 5-HTP centra-se no tratamento da depressão. Em 15 estudos efectuados com um total de 511 doentes afectados por diferentes tipos de depressão , demonstrou-se que mais de metade destes doentes apresentavam uma melhoria significativa da sua depressão ao tomarem 5-HTP. Este suplemento foi tão eficaz como os inibidores selectivos de recaptação de serotonina, concretamente a fluvoxamina. A maior parte destes estudos utilizaram doses relativamente altas, entre 50 e 3250 mg diários. Três estudos clínicos demonstraram que a utilização de 5-HTP dá lugar a uma melhoria significativa da dor, da ansiedade, da rigidez matinal e da fadiga associadas à fibromialgia. As doses oscilaram entre 300 e 400 mg diários. Num desses estudos, o tratamento com 5-HTP foi tão eficaz como os antidepressivos tricíclicos (amitriptilina) e os inibidores da monoaminooxidase. Três estudos clínicos mostraram que a utilização de 5-HTP dá lugar a uma diminuição da ingestão de alimentos e, portanto, a uma perda de peso nos doentes obesos. Alguns ensaios clínicos demonstraram que o 5-HTP pode prevenir de forma eficaz, as cefaleias crónicas, como a cefaleia da enxaqueca e a cefaleia tensional. Além disso, o 5-HTP foi comparado favoravelmente com o propranolol e a metisergida, fármacos utilizados habitualmente para prevenir a enxaqueca.
O 5-HTP é um tratamento eficaz da insónia. Aumenta a duração da fase do sono chamada REM (rapid eye movement), o que melhora a qualidade do sono.
Demonstrou-se que o 5-HTP reduz de forma importante os sintomas da ansiedade. Dá lugar a uma sensação de alivio no doentes que têm crises de pânico.
Outras doenças que podem tratar-se com o 5-HTP, mas para as quais não se efectuaram estudos, são a síndroma da fadiga crónica, a sindroma pré-menstrual, a doença de Parkinson e as perturbações convulsivas (como a epilepsia).

PREPARAÇÕES

O 5-HTP disponivel comercialmente obtêm-se das raízes de uma planta africana denominada Griffonia simplicifolia. Apresenta-se em forma de comprimidos com revestimento entérico que não libertam o seu conteúdo até atingir o intestino.

A dose inicial recomendada para a dor de cabeça, a perda de peso, a depressão e a fibromialgia é de 50 mg três vezes ao dia. O 5-HTP pode ingerir-se com os alimentos, embora para a perda de peso deva tomar-se cerca de 20 minutos antes de comer. Se depois de duas semanas de tratamento esta dose não se resultar eficazmente, pode aumentar-se até 100 mg três vezes ao dia, mas só por prescrição do médico ou terapeuta. A insónia trata-se com 25 mg (que podem aumentar-se até 100 mg depois de alguns dias), tomando 30 a 45 minutos antes de se deitar.

PRECAUÇÕES

Não se efectuaram estudos a longo prazo sobre a segurança do 5-HTP, pelo que só deve utilizar-se como um tratamento a curto prazo. Não existem estudos clínicos sobre o 5-HTP durante a gravidez, por isso as mulheres gravidas não devem tomar este suplemento.

EFEITOS SECUNDÁRIOS

Os efeitos secundários associados ao 5-HTP são raros, mas podem incluir cefaleias, leves dores de estômago, náuseas, congestão nasal e obstipação.
Descreveram-se casos isolados em que doses elevadas de 5-HTP provocaram pesadelos. Os efeitos secundários podem minimizar-se no caso de se começar com uma dose baixa de 5-HTP e de se tomar com os alimentos.

INTERACÇÕES

Sugeriu-se que a eficácia do 5-HTP pode ver-se aumentada ao tomar a vitamina B6 e niacinamida. A acção do 5-HTP pode ser reforçada pelos extractos de gengibre, passiflora, hipericão e ginkgo biloba. Não há possibilidade de apresentar uma síndroma de serotonina quando se toma 5-HTP junto com um fármaco antidepressivo. A síndroma de serotonina foi observada em doentes que tomam doses muito elevadas (superiores a 1200 mg diários) de L-triptofano e inibidores de monoaminooxidase.. A combinação do 5-HTP com inibidores da monoaminooxidase ou antidepressivos inibidores de recaptação selectiva de serotonina de serotonina deve fazer-se com cuidado e sob vigilância do médico.

Texto: Manual de Medicinas Complementares

Suplementos que podem ajudar: